Modelação Geográfica, Cidades e Ordenamento do Território

Grupo integrado no e-GEO – Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional


1 Comment

A constante de Marchetti

A constante de Marchetti diz-nos que o tempo médio gasto em viagens por dia/pessoa é de 1 hora…e que sempre assim foi, resultado dos traveling instincts, identificados por Zahavi (fim da década de 70, inícios da 80), trabalho no qual Marchetti se baseia.

O território de uma cidade (propositadamente não escrevo “área”, e se lerem o artigo percebem porquê) é, então,  definido por esta constante.  A expansão deste território é dependente dos avanços tecnológicos nos transportes, i.e., quando estes avanços permitem que com um mesmo tempo se alcancem maiores distâncias. Uma cidade torna-se disfuncional quando a constante é ultrapassada.

O artigo merece ser lido, criticado e experimentado! Arrisco mesmo a dizer que seria um excelente exercício para uma aula de mestrado ou doutoramento.

Artigo original: Cesare Marchetti (1994) “Antropological Invariantes in Travel Behavior”

http://www.cesaremarchetti.org/archive/electronic/basic_instincts.pdf

Advertisements


1 Comment

Morphologies d’Olisipo

Com a organização da investigadora Isabel Marcos, o e-GEO, Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional, FCSH – UNL, através do Grupo de investigação Modelação Geográfica, Cidades e Ordenamento do Território, organiza no edíficio ID, entre 18 e 20 de Fevereiro um Colóquio Franco-Português, Conferências e Visitas de Estudo sob o tema Morphologies d’Olisipo.

Destaca-se  a participação de Albert Lévy do Instituto Françês de Urbanismo que fará duas conferências uma em francês no dia 20 e outra em inglês dia 21 de Fevereiro.

A reflexão visa, por um lado, aprofundar o conhecimento da cidade de Lisboa e por outro contribuir para a construção da novas noções de morfologia urbana, partindo de diversas disciplinas e teorias [geografia, urbanismo, arquitectura, arquitectura paisagística, arqueologia, história, antropologia, teorias da complexidade, semiótica do espaço, sintaxe espacial, modelação]. As línguas de comunicação serão o francês e o inglês. Para mais informações consulte o site: http://www.morphologies-olisipo.tk/