Modelação Geográfica, Cidades e Ordenamento do Território

Grupo integrado no e-GEO – Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional


Leave a comment

Processamento paralelo (“Parallel Processing”) com R

parallel

“O meu laptop tem um ‘quad-core’!”, diz o Jaime.
“E o que é que isso contribui para a tua felicidade?”, pergunta o Bento.

Bom, na realidade, para quem trabalha com R pouco ou nada. No entanto, esta é uma realidade que está a mudar rapidamente, em particular para quem gosta de brincar com simulações de Monte Carlo. E a verdade é que as alternativas são muito caras.

Artigo extremamente interessante sobre o assunto: http://www.r-bloggers.com/parallel-processing-when-does-it-worth/


Leave a comment >

Este post vem a proposito de serie de posts sobre a modelacao espacial e sextante, mas surge tambem como um “parentesis” sobre o software estatistico R, que  ja foi referido neste blog.
Faco minhas as palavras do amcrgrodrigues sobre as potencialidades e versatilidade do R em todo o tipo de analise estatisticas, e aproveito para mostrar como se pode utilizar o R, a partir da toolbox do sextante.

Se tiverem o R instalado, e devidamente configurado dentro do Sextante, ele ira aparecer listado como um dos “algorithm providers” da toolbox. Para criar um novo script, devem expandir: “R Scripts->Tool->Create new R script”.

Image

Antes de continuar, aproveito para fazer um esclarecimento importante que me demorou algum tempo a entender (talvez porque a documentacao sobre esta funcionalidade seja tao escassa…): estes scripts nao sao propriamente de “R”, como o nome pode sugerir, mas sao scripts de Rpy que ‘e um binding de python para R. “Trocando por miudos”, isto quer dizer que a linguagem de programacao ‘e o Python, e que este acede directamente a funcoes de R. A sintaxe completa de R, nao ira funcionar neste contexto.

Se procurarem no manual de utilizador do QGIS, ha um capitulo sobre o sextante e um sub capitulo (mesmo muito pequeno!) sobre o R no sextante. Digamos que a grande vantagem de utilizar este interface de Python, ‘e que nos resolve o problema de input e output de informacao, uma vez que o sextante expoe os layers a estes scripts (para os ler, ha apenas umas pequenas convencoes de sintaxe que estao descritas no manual, e que eu tambem vou explicar mais a frente).

Continuar a ler


2 Comments

Análise gráfica de distribuições empíricas em R

Screen Shot 2013-03-02 at 21.56.18

Uma das muitas virtudes do R é a versatilidade dos seus gráficos. É recorrente em formações de R os alunos ficarem impressionados com este facto mas ao mesmo tempo “assustados” com o código.

O exemplo que se segue utiliza dados dos Censos 2001 agregados ao nível da freguesia (os metadados podem ser encontrados aqui). O ficheiro de dados está aqui.

Continuar a ler